top of page

Polícia Federal deflagra operação contra fraudes de benefícios emergenciais em Patos de Minas

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (17), a Operação Sexta Parcela, em continuidade ao combate às fraudes aos Benefícios Emergenciais, os quais beneficiam parte da população com dificuldades financeiras em razão da pandemia. Os policiais foram até a casa de um dos alvos em Patos de Minas. O suspeito é acusado de fraudar os benefícios e receber mais de R$ 8 mil em um único dia.

Os trabalhos realizados são resultantes de uma união de esforços denominada Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE), da qual participam a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, CAIXA, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União. Os objetivos da atuação interinstitucional conjunta são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas, com a responsabilização de seus integrantes, além de recuperar os valores para o erário.

A Polícia Federal já realizou a deflagração de 98 Operações Policiais visando ao combate às fraudes aos Benefícios Emergenciais, com a expedição de mais de 380 mandados de busca e de 50 mandados de prisão.

Em Minas Gerais, foi cumprido um mandado de busca e apreensão em Patos de Minas, na residência de suspeito de ter sido beneficiado por diversas fraudes ao Auxílio Emergencial, contabilizando o montante fraudado em 8.400 reais em um único dia.

Nesta data, estão sendo cumpridos 35 mandados de busca e apreensão, dois mandados de prisão temporária, um mandado de prisão preventiva e 12 mandados de sequestro de bens, perfazendo um total de aproximadamente R$ 410 mil bloqueados por determinação judicial. As ações ocorrem nos Estados da Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Rondônia, Roraima e São Paulo, com a participação de aproximadamente 140 Policiais Federais.

Os policiais destacaram que, em razão da atual crise de saúde pública, foi adotada logística especial de preservação do contágio, com distribuição de EPIs a todos os envolvidos, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas e investigados.

7 visualizações0 comentário

Komentarze

Oceniono na 0 z 5 gwiazdek.
Nie ma jeszcze ocen

Oceń
2024-05-wn-camapanha-3-ofertas-banner-vazante.net.gif
bottom of page