banner-nov-black-vazante-nov2021.jpg

Médica que teria se formado com pensão da Madalena trabalhou para Prefeitura de Patos de Minas

O Prefeito Luís Eduardo Falcão informou publicamente que já pediu a apuração do caso.

A médica, atualmente com o nome de Vanessa Maria Rigueira Pacheco, possui registros no Portal da Transparência para prestação de serviços para a Prefeitura Municipal de Patos de Minas. Em pesquisa neste domingo (03), o nome da servidora que teria se formado em medicina com dinheiro da pensão de Madalena Gordiano consta em 4 situações, sendo 3 como afastada e uma como ativa. O Prefeito Luís Eduardo Falcão informou publicamente que já pediu a apuração do caso.

Segundo reportagem do UOL, auditores confirmaram que Maria das Graças, mãe de Dalton César Milagres Rigueira e de Vanessa Rigueira, teria organizado o casamento de Madalena com o ex-combatente Marino Lopes da Costa para que o dinheiro da pensão pudesse pagar a faculdade de medicina da filha, Vanessa, formada em 2007 pela Faculdade de Medicina de Petrópolis no Rio de Janeiro. Quando ela estava praticamente formada, Dalton recebeu uma proposta para dar aulas no Unipam e se mudou para Patos de Minas em 2006, trazendo Madalena.

O Prefeito Municipal de Patos de Minas foi questionado se teria como “expulsar a escravocrata” e respondeu da seguinte forma: “Acabei de saber que uma das pessoas citadas no caso Madalena presta serviços à Prefeitura de Patos de Minas. Já pedi à secretaria de saúde para localizar e apurar a questão para tomarmos as medidas cabíveis imediatamente. Não vou tolerar nem passar a mão na cabeça de ninguém”. De acordo com o Portal da Transparência, os valores brutos de cada uma das 4 prestações são de R$ 6.012,32. O cargo dela seria T N Sup I médico-cardiologista.

Patos Hoje

0 visualização0 comentário