banner-vazante-conexao-do-bem-jan2021-scaled.jpg

Estado divulga casos de dengue, zika e chikungunya: Campina Verde tem morte confirmada; veja situaçã


O G1 entrou em contato com a prefeitura da cidade para saber mais informações. Dados da Secretaria Estadual de Minas Gerais (SES-MG) foram divulgados na terça (11); confira os dados de outros municípios.

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgou na terça-feira (11), o Boletim Epidemiológico com dados sobre a dengue, a chikungunya e a zika. De acordo com a pasta, Campina Verde registrou a segunda morte causada por dengue em 2020. O G1 entrou em contato com a Prefeitura.

* Veja informações dos principais municípios do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas Gerais.

Mudança no boletim

Desde a edição do informe, divulgada pelo G1 no dia 20 de junho, a SES-MG deixou de apresentar o número de casos acumulados em 2020, optando por publicar apenas os casos registrados nas últimas quatro semanas. Assim, os dados analisados são referentes às semanas epidemiológicas 28, 29, 30 e 31.

Mortes por dengue

De acordo com a SES-MG, não houve alteração no número de óbitos por dengue em investigação em relação ao último informe. A cidade de Uberaba segue com cinco casos prováveis de morte pela doença.

Os outros óbitos são investigados em Campo Florido, Ituiutaba, Iturama, Patos de Minas e Sacramento (veja a tabela abaixo).

Em Minas Gerais, são 49 óbitos em investigação. Dez mortes por dengue foram confirmadas, até o momento, nas cidades de Alfenas, Bom Despacho, Carneirinho, Guaxupé, Itinga, Medina, Raposos, Santa Luzia e duas em Campina Verde.

Mortes por dengue em investigação na região

CidadeMortes em investigaçãoCampo Florido1Ituiutaba1Iturama1Patos de Minas1Sacramento1Uberaba5Total9

Fonte: SES-MG

Casos prováveis

Este boletim apontou 342 casos prováveis de dengue nas principais cidades do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas Gerais nas últimas quatro semanas.

  1. Uberlândia: com 125 registros nas últimas quatro semanas, o município teve o maior número de casos prováveis de dengue no período analisado. A incidência da doença na cidade é baixa.

  2. Uberaba: segunda do ranking nesta publicação, a cidade teve 97 casos prováveis nas últimas quatro semanas. A incidência no último mês foi baixa.

  3. Ituiutaba: a cidade permanece comoquarta no ranking, com 33 registros prováveis. A incidência da doença é baixa.

  4. Patos de Minas: em terceiro lugar no ranking, a cidade tem 51 registros no período analisado. A incidência de dengue é baixa.

  5. Paracatu: o município do Noroeste de Minas registrou 32 casos prováveis de dengue nas últimas quatro semanas. A incidência é baixa.

  6. Araxá: a cidade teve apenas quatro casos prováveis de dengue no período. A incidência é baixa.

Situação da dengue nas principais cidades da região nas últimas quatro semanas

CidadeCasos prováveisUberaba97Uberlândia125Ituiutaba33Patos de Minas51Paracatu32Araxá4

Fonte: SES-MG

Chikungunya

Sobre a febre chikungunya, foram registrados em Minas Gerais 2.181 casos prováveis da doença em 2020. Deste total, 1.203 foram confirmados e três óbitos estão em investigação.

No ano passado, 2.800 casos prováveis de chikungunya foram registrados no estado e houve um óbito pela doença em Patos de Minas.

Zika

Em relação à zika, neste ano foram registrados 387 casos. Até o momento, 119 foram confirmados.

Não há registro de mortes em investigação ou confirmadas. No Estado, em 2019, foram 699 casos prováveis.

G1

0 visualização0 comentário