banner-nov-black-vazante-nov2021.jpg

Em Londres, Romeu Zema e Anglo American fecham parceria para investimentos de mais de R$ 4,4 bilhões


A missão oficial de Minas Gerais no Reino Unido já gerou os primeiros resultados práticos voltados à atração de novos investimentos para o Estado. Nesta terça-feira (9/11), em Londres, o governador Romeu Zema assinou acordo com a Anglo American, com investimentos de R$ 4,4 bilhões previstos pela mineradora até 2025.


O acordo assinado nesta terça-feira amplia a parceria entre Minas e a Anglo American. Atualmente, o Estado e a empresa têm diversos convênios em vigor, incluindo investimentos totalizando mais de R$ 70 milhões para pavimentação e melhorias de rodovias estaduais no Médio Espinhaço.


O objetivo do plano de investimentos apresentado é dar suporte à continuidade operacional ao sistema Minas-Rio, incluindo melhorias tecnológicas, obras civis e trabalhos preparatórios para futuras expansões.


“Minas Gerais foi o primeiro Estado a aderir ao Race to Zero. Sabemos que em poucos anos o mundo só vai comprar produtos verdes. Não adianta ter uma bela mina, se você está degradando o meio-ambiente. É provável que você terá dificuldades em colocar esse produto no mercado. O mesmo vale com o aço, com o café, com as commodities, com o automóvel. Então já estamos fazendo um trabalho para que Minas Gerais venha ser um estado que produz de forma sustentável. Isso que vai abrir mercados e vai nos dar tranquilidade em relação ao futuro”, ressaltou o governador, que foi recebido na sede da empresa, em Londres, pelo CEO Global Mark Cutifani.


No mesmo sentido, o presidente da Divisão de Metais Básicos, Ruben Fernandes, salientou a preocupação da empresa em relação às questões ambientais. “Queremos fazer uma mineração diferente. Nosso foco é valorizar parcerias, com comunidades e governos. Temos mostrado isso em Minas. Nossa companhia tem essa preocupação”, destacou.

“Desde o início das operações do Minas Rio sempre buscamos relação de transparência e parceria com o Estado”, completou a CFO Técnica e Sustentabilidade do grupo Anglo American, Ana Sanches.


Participaram do encontro o presidente da Anglo American no Brasil, Wilfred Bruijn, e outros executivos, os secretários de Estado Marília Melo (Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável) e Mateus Simões (Geral), o diretor-presidente do Indi, João Paulo Braga, o presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, além de representantes da Embaixada do Brasil em Londres e do consulado britânico.


Mineração sustentável


Seguindo o foco da missão oficial de Minas Gerais no Reino Unido, que são os investimentos sustentáveis, em função da participação do governador na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2021 (COP26), em Glasgow, o tema meio ambiente também foi colocado em pauta no encontro em Londres.


A Anglo apresentou seu Plano de Mineração Sustentável, que guia ações em três pilares de sustentabilidade global – Ambiente, Social e Governança. Em Minas Gerais, o Plano de Mineração Sustentável inclui investimentos em conservação de áreas verdes, parcerias para melhorias nos sistemas de educação e saúde, medidas de eficiência energética e geração de energia solar, entre diversas outras ações.


Também foi apresentado o Relatório de Mudanças Climáticas 2021 da empresa, que contém o progresso da mineradora em direção à sua meta de operações neutras em carbono, para os Escopos 1 e 2, e de redução pela metade das emissões de Escopo 3, ambas até 2040.

A empresa mostrou, ainda, o trabalho desenvolvido para recuperar 23 nascentes degradadas das bacias do rio Santo Antônio, que nasce no município de Conceição do Mato Dentro, em Minas Gerais, e cerca de 8 mil metros lineares de áreas de preservação permanente da região. A inciativa conta com investimento de R$ 2 milhões pela Anglo American.


Investimentos


O novo investimento se soma aos mais de R$ 147 bilhões já assinados pela atual gestão com empresas que atuam ou atuarão no Estado, cumprindo a meta do governo Zema em atrair oportunidades e gerar empregos. Somente em 2021 já são R$ 58,2 bilhões em volume de investimentos, superando o recorde anual de R$ 57 bilhões alcançado em 2019.


Sobre a Anglo American


A Anglo American é uma empresa líder global em mineração. O portfólio de operações competitivas de classe mundial, que inclui uma ampla gama de opções de desenvolvimento futuro, fornece metais e minerais para um mundo mais sustentável, atendendo ao rápido crescimento das demandas diárias de bilhões de consumidores.


Como produtora responsável de diamantes (por meio da De Beers), cobre, metais do grupo da platina, minério de ferro de qualidade premium, carvão metalúrgico para siderurgia e níquel, além do projeto de nutrientes naturais em desenvolvimento, a empresa afirma estar comprometida em atingir a neutralidade nas emissões de carbono nas operações até 2040.


Sobre o Minas-Rio


O sistema Minas-Rio, que entrou em operação em 2014, é uma operação de exportação de minério de ferro totalmente integrada, com mina e usina de beneficiamento em Conceição do Mato Dentro, na região Central do Estado, mineroduto com 529 km de extensão e terminal dedicado no Porto de Açu/RJ.


A capacidade nominal do projeto é de 26,5 milhões de toneladas de minério por ano. A empresa possui 100% da operação, com exceção da instalação portuária, a qual detém 50% em joint venture na Ferroport.


A empresa gera cerca de 12,4 mil empregos no país, sendo 5,1 mil diretos e 7,3 mil indiretos. Em Minas Gerais são 8,6mil posições, sendo 2,4 mil diretas e 6,2 mil indiretas, tendo seu escritório corporativo em Belo Horizonte.

76 visualizações0 comentário