banner-nov-black-vazante-nov2021.jpg

Elon Musk anuncia novamente que vai dar um tempo do Twitter


O CEO da Tesla e da SpaceX, Elon Musk, afirmou na madrugada desta terça-feira (2) que deixará de usar o Twitter por um tempo. Esta não é a primeira vez que o empresário se afasta da rede social. No fim do ano passado, o bilionário declarou sua saída da plataforma em duas oportunidades.

O perfil de Elon Musk conta atualmente com mais de 35 milhões de seguidores e foi palco de diversas polêmicas, algumas, inclusive, resultaram em disputas judiciais e até multas milionárias para o executivo.

Off Twitter for a while — Elon Musk (@elonmusk) June 2, 2020

Um dos casos mais marcantes aconteceu em 2018, quando Musk chamou o explorador de cavernas Vernon Unsworth de pedófilo pela rede social. Unsworth esteve envolvido na missão de resgate de 12 crianças e um adulto que ficaram presos em uma caverna na Tailândia. Logo após tomar ciência dos comentários de Musk, o mergulhador processou o empresário por difamação, mas perdeu a disputa judicial.

No mesmo ano, o CEO da Tesla publicou um tuíte dizendo que pretendia retirar a Tesla da bolsa de valores. Musk, no entanto, não mediu o impacto de suas palavras sobre o mercado financeiro e a Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos instaurou um processo contra ele, com acusação de fraude. Como parte de um acordo para encerrar o litígio, o bilionário concordou em deixar a presidência da Tesla e arcar com uma multa de US$ 20 milhões.

Reprodução


Elon Musk, CEO da SpaceX. Foto: AP Photo/Jae C. Hong

Já em 2020, Elon Musk promoveu declarações polêmicas sobre a pandemia do novo coronavírus no Twitter. Ele chegou a dizer que o pânico a respeito do surto global de Covid-19 era “estúpido” e que no final de abril os Estados Unidos registrariam números de novos casos próximos a zero. O último balanço da Organização Mundial da Saúde, divulgado nesta terça-feira (2), no entanto, indica 26 mil novos casos e 693 mortes no país em decorrência da pandemia no país. Em números totais, já são mais de 1,8 milhão de infectados e 105 mil mortes nos Estados Unidos.

O executivo ainda usou o Twitter para protestar contra medidas de isolamento social. Em maio, Musk anunciou pela rede social que a Tesla havia promovido uma ação contra o distrito de Alameda County para garantir a reabertura das instalações da montadora de carros elétricos em Fremont. Após a repercussão, o CEO chegou a publicar um apelo a autoridades para preservar seus funcionários.

Tesla is restarting production today against Alameda County rules. I will be on the line with everyone else. If anyone is arrested, I ask that it only be me. — Elon Musk (@elonmusk) May 11, 2020

“Estarei na linha [de produção] com todo mundo. Se alguém for preso, peço que seja apenas eu”, disse o empresário em publicação no Twitter. A ação judicial foi retirada pela própria Tesla tempos depois.

Em entrevista recente ao jornal Bloomberg, Elon Musk chegou a analisar a própria conduta no Twitter. “Eu não sou fã de todos os tuítes que já fiz”, disse Musk. “Alguns deles eram de fato extremamente burros. Mas na maioria das vezes, o bom supera o ruim.”.

Fonte: CNET

2 visualizações0 comentário