banner-nov-black-vazante-nov2021.jpg

Covid-19: Brasil tem 984 mortes nas últimas 24h; total ultrapassa 118 mil

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Ministério da Saúde atualizaram, nesta quinta-feira (27), os dados sobre a situação da Covid-19 no Brasil. Veja os números do último levantamento. 984 óbitos nas últimas 24 horas;44.235 casos confirmados nas últimas 24 horas;118.649 mortes;3.761.391 casos confirmados;conass1.pngSituação do novo coronavírus no Brasil – 27/08/2020. Fonte: Conass No dia 29 de julho, o país registrou o maior número de casos confirmados da Covid-19 em 24 horas; foram 72.377 novos casos.No dia 16 de junho, menos de um mês depois de atingir a triste marca de um milhão de casos de Covid-19 confirmados, o Brasil atinge a marca de mais de dois milhões de infectados no país. No dia 8 de julho, o país chegou a um milhão de pessoas recuperadas da doença. Atualmente, o Brasil é o segundo país com mais óbitos registrados pela Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos. Situação no mundoSegundo dados da Universidade Johns Hopkins, o novo coronavírus já infectou mais de 24 milhões de pessoas em todo o mundo, um marco alcançado apenas nove meses após ter surgido na cidade chinesa de Wuhan. O número de mortos por Covid-19 no mundo ultrapassou 821 mil. Por outro lado, mais de 15 milhões de pessoas já se recuperaram da doença.Impacto regulatórioA InteliGov, startup de monitoramento parlamentar, criou um site de monitoramento automático e parametrizado do Diário Oficial da União e do Legislativo (federal, estadual e municipal) em tempos de crise. Nele, é possível ver todas as menções à Covid-19 no Diário Oficial da União (DOU).Pioneira na automação do monitoramento de informações governamentais, a InteliGov usa sua tecnologia para atualizar automaticamente as informações a cada hora, no caso do DOU, e diariamente, quanto às iniciativas do Legislativo.Todo material disponível é gratuito, e dividido em duas categorias: ‘publicações na imprensa oficial’ e ‘proposições legislativas’.

0 visualização0 comentário