banner-nov-black-vazante-nov2021.jpg

Copasa desenvolve Pró-Mananciais em Lagamar e mais sete cidades nas regiões Noroeste e Central de Mi

Criado pela Copasa com o objetivo de preservar os mananciais utilizados para o abastecimento público, o Pró-Mananciais busca o envolvimento das comunidades na proteção do meio ambiente. Nas regiões Noroeste e Central de Minas, o programa já foi implementado nas cidades de Corinto, Curvelo, Guimarânia, João Pinheiro, Lagamar, Morro da Garça, Paracatu e Patos de Minas.

Em sete desses municípios já estão sendo realizadas atividades como o cercamento de nascentes; plantio de mudas nativas em mata ciliar; melhoramento de estradas, construção de barraginhas e bacias de contenção da água de chuva.

Para a realização das atividades foram criados os Coletivos Locais de Meio Ambiente (Colmeia), formados por empresas privadas e órgãos públicos, como a Emater, Instituto Estadual de Florestas, Prefeituras, faculdades e ONGs.

Em Paracatu foram executados 7,5 quilômetros de cercamento na margem esquerda do ribeirão Santa Isabel e construídas bacias de contenção de enxurradas. “Todos falam que devemos preservar o meio ambiente, mas quase ninguém preserva de fato. Esse é o meu papel não só no Colmeia da cidade, mas na minha profissão de jornalista. Com a criação do grupo, vimos que podemos realizar, coletivamente, bons trabalhos em favor do meio ambiente”, disse Francys Batista de Oliveira.

O Coordenador do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR) e tesoureiro do Colmeia Patos de Minas, João Fernandes Caixeta, informou que o primeiro projeto do Coletivo da cidade será o cercamento e plantio de mudas na microbacia do córrego Bauzinho, no distrito de Pindaíbas. “O projeto está aprovado pela Copasa e agora estamos aguardando a conclusão da licitação para iniciarmos os trabalhos. Já contamos com o apoio da comunidade para garantirmos a execução e a manutenção das ações”, afirmou.

Em Curvelo, desde 2017 a união entre os órgãos e entidades já possibilitou a realização do cercamento e o plantio de árvores no entorno das nascentes da microbacia do ribeirão Santo Antônio. No dia 27 de maio, por meio do Pacto das Águas, o Colmeia Curvelo e a comunidade rural do município formalizaram publicamente o compromisso de prosseguir com as intervenções em favor do meio ambiente.

Marco Aurélio Machado, presidente da Associação Regional de Proteção Ambiental da Comarca de Curvelo (ARPA) e coordenador do Colmeia Curvelo, destacou a importância da aliança para a manutenção das ações. “A comunidade de Saco Redondo tem participado efetivamente das ações que visam a revitalização e proteção do ribeirão Santo Antônio”, revelou.

Pró-Mananciais

Aprovado pela Agência Reguladora dos Serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário de Minas Gerais (Arsae MG), o programa foi implantado pela Copasa em dezembro de 2016, e vem envolvendo as comunidades e parceiros em várias regiões do Estado. O Pró-Mananciais já funciona em 118 cidades e a meta é alcançar 164 municípios, com 200 hectares de mudas plantadas no Estado, até o final de 2018.

Fonte: Copasa

0 visualização0 comentário