banner-vazante-conexao-do-bem-jan2021-scaled.jpg

Chefe do tráfico de drogas em Patos de Minas, um dos mais procurados de MG, acaba preso


Varni Clévio Queiroz Souza, de 33 anos

Mais um foragido do sistema de Justiça de Minas Gerais que figura na lista dos 21 alvos mais procurados no Estado foi capturado, desta vez pela Polícia Rodoviária Federal, no município de Cáceres, no Mato Grosso. A cidade está a cerca de 80 km da fronteira com a Bolívia e é rota conhecida de tráfico de drogas. Varni Clévio Queiroz Souza, de 33 anos, foi detido, junto com outras duas pessoas que o acompanhavam, durante uma operação realizada pela força de segurança no último mês de maio. Ao ser abordado, o indivíduo apresentou um nome falso. Ele é apontado como um dos chefes do tráfico de drogas em Patos de Minas.


A identidade verdadeira foi descoberta pela Polícia Civil do Mato Grosso, no dia seguinte à captura (14/5), quando se cumpriu o mandado de prisão expedido em Patos de Minas, na região do Alto Paranaíba. Varni era procurado pelo crime de tráfico de drogas desde o mês de março. Sua prisão em flagrante foi, assim, convertida em preventiva. Ele aguarda transferência para Minas Gerais, onde será julgado. Natural de Lagoa dos Patos, no Norte de Minas, o criminoso é apontado como um dos líderes do tráfico de drogas nos municípios de Pirapora, também no Norte do Estado, e em Patos de Minas.


Com a detenção de Varni, já são dois os criminosos detidos pela quarta edição do Procura-se. Na semana passada, outro alvo do programa foi capturado. Clébio Pereira Rosa, de 42 anos, foi preso pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), com o apoio da Promotoria de Tóxicos de Belo Horizonte, e pela Polícia Militar.


Procura-se A iniciativa busca a captura de foragidos da Justiça com mandados de prisão em aberto que continuam a praticar crimes graves. O MPMG é um dos integrantes do programa, que tem a parceria, além da Sejusp, das polícias Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros, da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Federal. Divulgação Nas três edições anteriores do Procura-se (2011, 2012 e 2017), 29 dos 41 criminosos procurados foram presos com a ajuda da população por meio de denúncias ao 181. A divulgação dos procurados é feita em todos os 853 municípios do estado. Cartazes serão espalhados com as fotos dos criminosos em locais de grande circulação de pessoas ou em lugares reconhecidos como estratégicos pelas polícias. O material possui QR Code para acesso à lista de todos os procurados e outros detalhes. O cidadão também pode acessar o hotsite disponibilizado para a campanha. Nele estão as fotos de todos os 21 procurados, com detalhamentos sobre atuação do criminoso, região onde pratica a maioria dos crimes, idade, apelido, mandados de prisão em aberto e outras informações. Fonte: Patos Hoje e Ascom do MPMG com informações da Secretaria de Segurança MG.

121 visualizações0 comentário