banner-nov-black-vazante-nov2021.jpg

Após término de relacionamento, homem agride e estupra a ex-namorada e é preso em flagrante


O acusado foi preso pela Polícia Militar ainda dentro do quintal da casa da vítima.

Um homem de 33 anos foi preso em flagrante na manhã desta sexta-feira (16) acusado de agredir e de estuprar a ex-namorada em Patos de Minas. Depois que a jovem de 28 anos conseguiu fugir e ir para casa, ele ainda foi atrás e tentou arrombar a residência. O acusado foi preso pela Polícia Militar ainda dentro do quintal da casa da vítima.


A garota relatou à Polícia Militar que iniciou um relacionamento com o autor em janeiro deste ano. Eles terminaram o namoro e na noite dessa quinta-feira (15) marcou um encontro no shopping da avenida Marabá para devolver os pertences dele. Após o encontro, ela retornava para casa em sua moto, quando foi perseguida e abordada novamente pelo ex-namorado.


A jovem disse que o homem a enforcou até que desmaiasse, jogou as chaves de sua moto no mato e a levou para o seu carro. A vítima contou aos policiais que acordou já entrando no motel existente na avenida Marabá. A mulher informou ainda que após várias ameaças, o homem obrigou que ela mantivesse relações sexuais com ele.


Por volta de 3h da madrugada desta sexta-feira, a jovem conseguiu fugir do quarto, pediu a funcionária que abrisse o portão e chamasse a polícia. A garota conseguiu ajuda de um ciclista que passava pelo local e chegou até sua motocicleta. Ela conseguiu achar as chaves e foi embora para casa.



Hoje pela manhã, por volta de 6h00, ela contou que foi acordada por um barulho e, ao observar o que estava acontecendo, deparou com o ex-namorado em seu quintal, sem camisa, tentando arrombar a porta. Ela ligou para um vizinho que acionou a Polícia Militar. O homem de 33 anos foi preso em flagrante, ainda dentro do quintal da casa da vítima.


A Policia Militar recebeu informações de que ele poderia estar armado, mas nenhum arma foi encontrada no veículo. Preso em flagrante, o homem foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil.


O advogado do acusado nega que houve estupro. Ele afirma que a relação foi consensual. Ele também nega que houve agressões.


Fonte: Patos Hoje


513 visualizações0 comentário