Ação popular pede anulação de decreto que autoriza realização da Festa da Lapa em 2022

Uma ação popular distribuída, na terça-feira (15), solicita a suspenção do decreto que autoriza a realização da Festa da Lapa em 2022. A ação popular está sob análise do Ministério Público em Vazante.


A ação, assinada pelo advogado Luciano Martins da Silva, cita o Município de Vazante e o prefeito Jacques Soares Guimarães e pede que estudos sejam apresentados para que o evento possa ocorrer com segurança, principalmente na Rua Guarda-Mor.


O local é tradicionalmente destinado à instalação de barracas para o comércio ambulante.


O advogado falou à Rádio Montanheza sobre o pedido encaminhado ao Ministério Público.

Ourça: https://montanheza.com.br/wp-content/uploads/2022/03/WhatsApp-Audio-2022-03-21-at-11.20.06-AM-1.mp3

158 visualizações0 comentário
28-02-22-banner-vazante-1.gif